Um blogue mal humorado, com aversão ao abominável modismo do "polìticamente correto" (hipòcritamente mal-resolvido). Blogue de um cético convicto, com a própria ortografia.

Investimentos

Vou dar uma de analista financeiro, verdadeiro, e não desses que são pagos por jornais, rádios e televisões para fazer propagandas de artigos:

1) imóveis – ótima arapuca; depois você não consegue repassar de jeito algum; sinal de que há imóveis de sobra em todo o país – residenciais e comerciais;
tô ferrado, tentando vender o apartamento em que eu iria morar em Goiânia – 8 meses e nada de passar o abacaxi para outra pessoa;

2) ações de grandes empresas – por sorte nunca tive ações da PTroubrás, já vemos como anda essa empresa; a única empresa de petróleo do mundo que dá prejuízo;
não Vale nada; tive por um período e por sorte vendi, com lucro zero; a maldição sobre essa família fará o minério virar pó;
Faceiboca – fracasso desde o dia do lançamento – nem o Marquito Montedeaçúcar deve ter acredito naquelas ações;
outros exemplos de grandes empresas abundam por aí;

3) ouro – há muito tempo comprei essa coisa brilhante (que nunca vi, porque fica em custódia na BM&F); na hora de vender, tinha perdido dinheiro em termos de comparação com o mesmo dinheiro, se tivesse ficado em dólar;

4) dólar, ah, o dólar – a flutuação de R$ 3,00 para R$ 1,60 é ótima para quem gosta de emoções; montanha russa também tem esse efeito; não é investimento, é estimulante cardíaco;

5) euro – ainda tenho uns euros na carteira; espero logo passar adiante, lá mesmo, porque a Europa vai acabar, dona Merkel vai ficar desempregada, a Alemanha vai ficar sem seu mercado (quintal), e uma outra guerra estraçalhará o continente, dessa vez com a ajuda do pessoal que foi para lá e não entendeu direito como respeitar o “multiculturalismo” dos outros;

6) feijão – só se for feijão chinês, aquele que o braziu importa para a mesa do dia-a-dia, porque aqui falta o produto, em boa parte por conta da política da agricultura famliar;

7) boi – tirante o problema de que os países amigos são os primeiros a vetar a compra de carne brasileira, é ótimo; difícil é ter onde criar, sem que os profissionais da “agricultura familiar” venham a invadir a terra e fazer churrasco com seus bichos;

8) poupança, CDBs e outras aplicações – até o dia em que Zélia se reencarne na cabeça de algum outro maluco da Fazenda (ou do BBB ou de qualquer outro irreality show);

9) colchão – provoca dores na coluna; a operação pode custar mais cara do que o dinheiro que ficou nessa “poupança”;

10) dinamite – pode ser muito útil, se você não tiver medo do barulho das explosões dos caixas eletrônicos. Tem dado bons lucros.

Algum especialista financeiro diz isso?
Ainda bem que a inflação está solta, os preços sobem, e não sobra dinheiro para a gente se preocupar com essa bobagem de investimentos; o dia a dia consome os ir-reais que ganhamos.

Anúncios

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: