Um blogue mal humorado, com aversão ao abominável modismo do "polìticamente correto" (hipòcritamente mal-resolvido). Blogue de um cético convicto, com a própria ortografia.

Arquivo para sábado, 11 maio 2013

diferenciado

Ouço quase todos os dias a ridícula palavra “diferenciado”.

“Este pãozinho é diferenciado”, (por isso custa cinco vez mais caro do que os outros…)

A primeira vez em que ouvi a palavra ser usada o foi pelas senhoras tricentenárias de Higienópolis, que queriam (e conseguiram) impedir a construção de uma estação de metrô na Avenida Angélica, para evitar que “aquela gente diferenciada” desembarcasse no bairro. Diferenciado, portanto, significava pobre que precisa do transporte coletivo. [Que horror, senti urticária. Metrô bom, só mesmo o de Paris…] Apesar de um churrasco na rua, convocado por redes sociais, o governo de São Paulo decidiu que a estação de metrô ficará mesmo em outro local, e azar das pessoas que terão uma distância muito maior a percorrer entre uma estação e a seguinte.

De repente, diferenciado passou a significar o que é novo, bom, requintado.

Confesso que não entendi.

Palavrinha antipática, que para mim sempre traz noções de algo negativo, desculpem-me os “mestres da publicidade”.
Diferenciado é algo que de maneira forçada perdeu a identidade da coletividade.

Saudade dos tempos em que as coisas eram tão somente diferentes ou iguais.
No fundo, acho que “diferenciado” é sinônimo de pretensioso.

Nuvem de tags