Um blogue mal humorado, com aversão ao abominável modismo do "polìticamente correto" (hipòcritamente mal-resolvido). Blogue de um cético convicto, com a própria ortografia.

sinônimos?

O Estado de Minas de hoje publicou uma carta de leitor, na qual ele achincalha o hábito dos jornalistas de chamarem de “suspeito” o bandido que foi flagrado e filmado na ação criminosa.

Acrescento: e o ridículo de tratar como “suspeito” o réu confesso?
Devem partir do pressuposto de que toda confissão foi obtida mediante tortura, como a imprensa nos faz diàriamente com tantas informações truncadas (meia verdade é uma mentira inteira).

Concordo com o leitor e e observo que a imprensa morre de medo de “pré-julgar”, para  evitar futuros processos indenizatórios. Afinal de contas, estamos em um país onde criminosos não podem ter o rostinho lindo exibido para o público, não podem ser algemados, e outras coisas mais que os mentecaptos defensores dos “deretchus dus manu” defendem com tanta ênfase, mesmo que seja o oposto do que faz todo o resto do planeta.

O bandido até pode ser inocentado pelo júri, após 14 ou 18 anos transcorridos do crime até o julgamento, mas isso não o torna menos criminoso. As razões da absolvição de uma punição não eliminam o crime cometido.

Suspeito e criminoso não são sinônimos. Vamos aprender a dar nomes aos bois?
Certamente isso será um inegável progresso também no nosso sistema eleitoral e político.

Anúncios

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: