Um blogue mal humorado, com aversão ao abominável modismo do "polìticamente correto" (hipòcritamente mal-resolvido). Blogue de um cético convicto, com a própria ortografia.

no super-mercado

Fui ao super-mercado comprar pão sírio, para comer com o chanclich que acabei de temperar.
Entrei na fila do “caixa rápido”, aquela que demora mais, porque tem sempre só um funcionário para atender.
Apareceu um “jovem” todo eufórico conversando com a mulher (esposa, segundo ele diria – MINHA esposa).
(Jovem, aquele bicho de pêlo grisalho, gordo, com bermuda, chinelo de dedo, camiseta, celular, na faixa do 40 anos.)
“Este é o melhor chocolate que existe”, disse bem alto o “jovem”.
Olhei para trás e vi: uma ridícula barra de chocolate retangular “preto e branco”.
Respondi para ele: “isso é parafina com açúcar. odeio coisas meladas. comida de crianças.”

Ele se torceu todo, ficou encolhidinho, e recolheu-se à insignificância “juvenil”.
Fui para o caixa.
Vou agora comer o chanclich bem picante, temperado com azeitonas e cebolas Comida de macho.
Comida de adulto!
Como faz falta ter mais adultos neste mundo.
Inventaram que só existem “jovens” e “idosos”. Dualismo maniqueísta mais besta, sô.

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: