Um blogue mal humorado, com aversão ao abominável modismo do "polìticamente correto" (hipòcritamente mal-resolvido). Blogue de um cético convicto, com a própria ortografia.

Já não se fazem mais funerais como antigamente

O funeral de Mandela, em um estádio de futebol, é realmente um espetáculo para ser lembrado.

Sem qualquer constrangimento, líderes internacionais tiraram suas próprias fotografias para enviar a sites de relacionamento, a população local vaiou o atual presidente sul-africano, o intérprete da linguagem de sinais para surdos inventou os sinais que lhe pareceram mais apropriados,  a casa do Bispo Desmond Tutu foi roubada enquanto ele estava no serviço fúnebre, papagaios de pirata como Jon Mala Vox marcaram presença. Pudemos com isso até ser apresentados à primeira-ministra da Dinamarca, senhora Helle Thorning-Schmidt.

Para que a festa fosse completa, faltou que algumas “personalidades” da política e do mundo artístico sorteassem automóveis para a platéia.

Quem sabe no próximo show um patrocinador se lembre de suprir essa falha. Fidel Castro, por exemplo, poderia nos dar esse prazer do funeral-festa.

Da parte brasileira, deve ter sido agradável para o grupo de amigos do Planalto ter-se reunido para o convescote.

Anúncios

Comentários em: "Já não se fazem mais funerais como antigamente" (2)

  1. Viu a comitiva oficial? Até o fotógrafo Ricardo Stuckert, do Instituto Lula!

    Comitiva Oficial:
    LUIZ ALBERTO FIGUEIREDO MACHADO, Ministro de Estado das Relações Exteriores;
    JOSÉ ELITO CARVALHO SIQUEIRA, Ministro de Estado Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República;
    HELENA MARIA DE FREITAS CHAGAS, Ministra de Estado Chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República; e
    PEDRO LUIZ DE CARNEIRO MENDONÇA, Embaixador do Brasil na República da África do Sul (sem ônus);

    Convidados Especiais:
    LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, ex-Presidente da República;
    FERNANDO HENRIQUE CARDOSO, ex-Presidente da República;
    FERNANDO COLLOR DE MELLO, ex-Presidente da República;
    JOSÉ SARNEY, ex-Presidente da República;
    RICARDO STUCKERT; e
    SÉRGIO FERREIRA; e

    Intérprete:
    PAULO LIÉGIO.

    Curtir

  2. Nunca vi nada mais patético. Que fiasco. E a paquerada entre o barraca e a brega dinamarquesa foi de um mau gosto apocalíptico…os cars nem disfarçaram o clima de faturar a ocasião para a plateia eleitoreira em casa.

    Curtir

Os comentários estão desativados.

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: