Um blogue mal humorado, com aversão ao abominável modismo do "polìticamente correto" (hipòcritamente mal-resolvido). Blogue de um cético convicto, com a própria ortografia.

Paciência chinesa

Há uns dias, recebi link para um vídeo em que se falava de mitologia e da “paciência chinesa”.

Paciência chinesa? pergunto-me.

Existe mesmo paciência chinesa ou é submissão chinesa? Há milênios que o povo SÓ vive sobre domínio de opressores, imperiais, estrangeiros ou ditaduras modernas.

Foram pelo menos 22 séculos de submissão a imperadores déspotas. Alguns nem mesmo chineses, como foi durante o período de domínio mongol.

Depois, nos séculos XIX e XX vimos tropas estrangeiras fazerem o que queriam no país. Inglaterra, Rússia, França, Japão, e sei lá quantos outros. Quem chegasse fazia dali a casa-de-mãe-joana, com a concordância dos chineses.

Na metade do século XX foi implantada a ditadura comunista. Mao Tsé-Tung não só fez a “revolução cultura” que estraçalhou a cultura, como fez o desastre da agricultura estatizada que provocou a morte por fome de alguns vinte milhões de pessoas.

O que temos hoje é de novo uma invasão estrangeira para lucrar com a mão de obra barata, utilizada para fabricar produtos de ótimo mercado no mundo globalizado.

No entanto, os chineses continuam a viver em condições precárias, com regimes de trabalho que estão longe do que se chamaria de liberdade.

Liberdade política existe para confirmar os candidatos pré-escolhidos pelo partido comunista. Centenas e centenas de deputados que se reúnem na tal Assembléia Popular uma vez ao ano, para referendar o que os líderes prèviamente decidiram no Politburo.

Rígida política de controle da natalidade, e rígido controle religioso.

Tudo isso me parece muito mais um caso de submissão exacerbada por milênios de opressão e de submissão.

Paciência é outra coisa.

Anúncios

Comentários em: "Paciência chinesa" (1)

  1. Tirou daqui. Sempre achei que a coisa era mais para uma conformismo, o que é triste, pelo tanto de tempo que estão nossos amigos chineses sob o domínio de alguma força externa, mesmo que da mesma nacionalidade.

    Curtir

Os comentários estão desativados.

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: