Um blogue mal humorado, com aversão ao abominável modismo do "polìticamente correto" (hipòcritamente mal-resolvido). Blogue de um cético convicto, com a própria ortografia.

us çêmianáufabéticus

Jornalista adora fingir que sabe tudo, e que não precisa pesquisar.

Agora de manhã encontrei dois exemplos disso:

na Bizóia, um sujeito que não costuma ler, escreveu Alston, com N, para nomear a empresa francesa;

na Falha di Çumpallo, inventaram que Tirol se escreve com Y, o que não ocorre nem em português e muito menos em alemão.

Assim caminha a enpreimça, que quer ditar regras e deformar os leitores. Sequer sabem usar os recursos que a infernet dispõe às pessoas de hoje. Jornalistas dos tempos da machina de escrever não cometiam esses erros grotescos. Nem queriam definir as regras de como se escreve em bom português. Se esses “jovens talentos de hoje” soubessem ler com atenção, teriam desconfiado de que havia algo errado com o que escreveram.

Bem, como dizia o sinistro merdandante, escrever errado não é errado. Por isso mesmo êli çaíl da edukassaum i foe pra kaza siviu.
Assim caminha o país em passos rápidos para o abismo final.

Anúncios

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: