Um blogue mal humorado, com aversão ao abominável modismo do "polìticamente correto" (hipòcritamente mal-resolvido). Blogue de um cético convicto, com a própria ortografia.

A ONU e o Vaticano

Os mocinhos bem intencionados da ONU deram uma bronca no antiquado Vaticano, exigindo que este puna os padres pedófilos.

Pausa para tédio.

Quem a ONU pensa que é, para dar lição de moral em quem quer que seja?

Justo ela e seus consultores que recebem salários nababescos, para produzir relatórios que geram outros relatórios, para eternizar esses “experts” (ou melhor, ischpértos) nas funções. A ONU que é conhecida por falar de miséria enquanto os consultores se hospedam nos hotéis mais caros das grandes cidades? A ONU que promove grandes “festinhas” enquanto fala de Darfur, do Congo, ou do Haiti?

A ONU que é incapaz de ensinar a agricultores como se planta um pé de cenoura?

Por favor, menos.

Fora isso, vem exigir que se denunciem os culpados.
Tá, e como fica o sigilo de confessionário? Também vai exigir o fim de sigilo profissional de médicos, psicólogos, psicanalistas, advogados, e outros tantos?

A ONU por acaso vai deixar de acobertar os inúmeros casos de perseguição contra cristãos em países com grupos muçulmanos, sobretudo na mamma África?

A ONU vai tratar dos casos de casamentos contratados que existem em tantos e tantos países? Dos mais do que conhecidos abusos sexuais de crianças em países do Oriente Médio? Vai resolver os casos de escravidão? Vai cuidar da pedofilia e prostituição em lindos e adoráveis templos budistas no Sul da Ásia?

A ONU vai eliminar o terrorismo, tanto de estado como de organizações para-militares, no Oriente Médio?

Dona ONU, faça-nos um favor: volte a sua mediocridade e permaneça em seu território de relatórios inúteis, de salários altos e de festinhas nababescas.
Não venha com lição de moral quando é mais suja do que pau de galinheiro!

A extinção da ONU seria uma medida de grande economia (“saving”) para o mundo. O fim do desperdício de dinheiro e de saliva. Uma ou outra agência especializada, que existe APESAR da assembléia-geral, poderia continuar a existir, como o caso das que cuidam de transportes e de comunicações internacoinais. O resto é conversa mole para “entelequituau” mamar.

Ah, só para atiçar um pouco: a pedofilia na Grécia Antiga e na Roma Imperial também vai ser objeto de investigação? Platão e Tibério serão chamados a depor?

Anúncios

Comentários em: "A ONU e o Vaticano" (3)

  1. So very very very true!
    Enquanto isso, nos territórios ocupados do Estado da Palestina, as forças de ocupação israelenses intimidam, provocam e fere os direitos humanos diariamente e ninguém(!!!!!) consegue ver o fim para esse conflito – affff

    Curtir

  2. Eu estive pensando o mesmo, quando vi as noticias, embora nao com teu talento e tua verve para a polemica.
    Pensei, nao vao reclamar dos regimes islamicos que violam os direitos das mulheres? Ou da India, idem, idem, China, com a politica infanticida de um soh filho, e ambos com suas culturas que estimulam a eliminacao de bebes do sexo feminino. E por aih vai, passando pelos regimes corruptos africanos – essa expressao deveria ser considerada pleonasmo – que alimentam a farra de ONGueiros e ONUseiros, que andam em SUV, esses 4×4 estilosos que vemos aa volta dos campos de refugiados, recebem em dolar, e depois de uns tempos vestidos de safari suit, acabam no ar refrigerado em Genebra ou New York.

    Curtir

Os comentários estão desativados.

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: