Um blogue mal humorado, com aversão ao abominável modismo do "polìticamente correto" (hipòcritamente mal-resolvido). Blogue de um cético convicto, com a própria ortografia.

Sujismundo

Havia na década de 1970 um personagem que ilustrava o tipo porcalhão e bagunceiro que faz parte de “nosso perfil do brasileiro cordial”. Era o Sujismundo, um boneco que ilustrava uma campanha institucional que dizia “Povo desenvolvido é povo limpo”.

Hoje em dia, passados mais de 40 anos, vê-se que a campanha, que durou mais de seis anos, não deixou muitos frutos.

Jornais publicam todos os dias reclamações de alguns moradores das cidades sobre lixo abandonado nas esquinas ou atirados em córregos.

A queixa é sempre a mesma: “a prefeitura não limpa”.

Parece até que o lixo (sofás, caixas de papelão, aparelhos eletrônicos inúteis, etc..) nasceu ali. Ninguém os colocou, claro, todo mundo é inocente. Só as prefeituras e os garis, esses seres desprezados e odiados por Boris Casoy, é que têm culpa.

Esses cidadãos tão preocupados com a limpeza das ruas podiam também fazer plantão e fotografar o vizinho canalha que deixa no local aquele lixo todo. Melhor do que reclamar no jornal.

Hoje, durante almoço com amigos, comentaram sobre “madames” e “garotões sarados” que atiram pedaços de sanduíche nas ruas, não poucas vezes pelas janelas de seus carrões. “Patricinhas” que atiram papel de sorvete na calçada, ou que não limpam as queridas fezes de seus auauzinhos tão lindos, “né filhinho”, deixadas em tudo quanto é canto da cidade.

Sujismundo parece ter se multiplicado.

Claro, em 1960 a população brasileira era de “apenas”  70 milhões de habitantes, e tinha saltado para 94 milhões em 1970. Hoje em dia somos mais de 202 milhões, com reprodução desassistida em todo lugar. Fazer filho claro que é fácil. Dizem que até é gostoso. Deve ser, pelo modo inconseqüente com que é feito. Ruim é ter de educar essa filharada. “Cadê o governo que não faz escolas que prestem?”

A culpa é sempre dos governos…
“Eu quero meus direitos.” Só que viver em sociedade acarreta muitos deveres, e isso boa parte da população finge não saber.

Anúncios

Comentários em: "Sujismundo" (1)

  1. Lembro do personagem, um sucesso aliás

    Curtir

Os comentários estão desativados.

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: