Um blogue mal humorado, com aversão ao abominável modismo do "polìticamente correto" (hipòcritamente mal-resolvido). Blogue de um cético convicto, com a própria ortografia.

Arquivo para segunda-feira, 24 março 2014

Vereadores – de novo, agora e até quando?

Li nestes dias que vereadores de uma cidade média do interior de São Paulo (cidade média: a que tem entre 100 mil e 500 mil habitantes) iriam votar o aumento do próprio salário. Alguma dúvida quanto ao resultado?

Li também que vereadores de uma metrópole nacional em São Paulo (por acaso tem o mesmo nome do Estado) usam as verbas oficiais com coisas como lavar os carros particulares.

Nem sei quantas e quantas vezes já escrevi aqui sobre esses parasitas, melhores representantes do câncer federativa que são as células municipais. Sempre tão preocupadinhos com trocar nomes de ruas…

Vou repetir: para não deixar os coitadinhos na mão, como faziam outras constituições, os ilustres edis poderiam receber um salário mínimo de remuneração.  Sem carro oficial, é claro. Como bom trabalhador, teria direito ao vale-transporte. Vale-refeição não, pois não trabalham período integral.

Mais um pouco: o mandato seria de dois anos, e terminado o período o magnânimo ser que se interessa tanto pela situação de seus concidadãos se tornaria inelegível para qualquer outro cargo público. Mas com um detalhezinho: como ele tem tanta vocação para “servir a comunidade”, seria mesário eleitoral para o resto da vida. Mesmo depois dos 70 anos…

E pensar que já houve um movimento (originado nos intestinos deles mesmo, desnecessário dizer) para que passassem a desfrutar do título de “deputados municipais”, com todas as suas benesses.

Nuvem de tags