Um blogue mal humorado, com aversão ao abominável modismo do "polìticamente correto" (hipòcritamente mal-resolvido). Blogue de um cético convicto, com a própria ortografia.

Bordões

Tenho uma ojeriza a esses bordões que o populacho adora repetir, aprendidos de algum comentarista de programa sensacionalista na tv, ou em alguma novela.

Ha uns anos havia um horrível: não é brinquedo não.
Dava-me engulhos ouvir aquilo.

Hoje em dia, há dúzias desses bordões que são repetidos diuturnamente.

Um deles é o “só que não”, que internautas ainda resolveram abreviar para um rídículo SQN.
Moro em Brasília, na Asa Norte, e aqui todos os endereços são SQN!
Não entendeu? SQS… (isquéssi)
É isso que dá aprender a papagaiar o que um “jênyo” inventa, e não conhecer a capital do próprio país

Outro é “sabe de nada inocente”.
E o que você sabe que não compartilha com os outros?
Só vai dizer se te pagarem em palestra, sabichão?
Nem colocar a vírgula essa pessoa sabe.

Ai, que burro, dá zero para ele.”
Melhor não comentar sobre quem consegue dar risada com o Chaves e aquela turma.
Pior, ainda assiste a qüingentésima nonagésima quarta reprise da série!
Pelo menos aí ele repete de série, pois na escola isso não acontece mais.

Há gente que até hoje repete “isso é uma vergonha”, mesmo que o autor desse bordão tenha feito um dos mais vergonhosos e inesquecíveis atos de preconceito já demonstrados em meios de comunicação brasileiros.

Para mim, porém, o pior de todos é o execrável “complexo de vira-latas”.
Nelson Rodrigues, que disse certa vez disse que toda a unanimidade é burra, virou unanimidade entre os brasileiros com deficiência cognitiva.
Muito melhor ser vira-latas, que consegue enfrentar as dificuldades da rua, do que ser o petzinho, para o qual dão apenas raçãozinha de loja, assim o cocô fica durinho e facilita a limpeza para a “mamãe”.
Aliás, pet é aquele bichinho em geral castrado? Pois é, muito melhor ser vira-lata.

Pior será quando distribuírem O Alienista no Viaduto do Chá, com dinheiro da Lei Rouanet.

Anúncios

Comentários em: "Bordões" (3)

  1. “com certeza”

    Curtir

  2. fáis pártji

    Curtir

  3. […] Rodrigues, o ídolo das pessoas que repetem bordões, é tido como o autor da frase de que “toda a unanimidade é […]

    Curtir

Os comentários estão desativados.

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: