Um blogue mal humorado, com aversão ao abominável modismo do "polìticamente correto" (hipòcritamente mal-resolvido). Blogue de um cético convicto, com a própria ortografia.

Privacidade e “direitos” – parte 1

Há uns dias, estava no restaurante e uma fulana deu comidinha de vidrinho para a criança e depois de um tempo abriu a roupa e deu de mamar para o rebento, enquanto continuava a bater papo com a amiga.
Como a mesa era bem em frente ao lugar onde o garçon fica a postos, ele teve de sair de lá, para não ser denunciado como assediador.
A dona do restaurante comentou que achava um absurdo essa coisa de mulheres amamentarem as crianças assim, no meio da rua (restaurante em Brasília muitas vezes ficam espalhados nas calçadas, já que a cidade foi projetada por arquichatos, que não sabiam que pessoas caminham).
O cozinheiro complementou que era um absurdo dar de mamar para um bebêzão tão grande que comia. Em vez de dar leite do peito, podia já dar uma picanha, eu brinquei.

No sábado, fui fazer um lanche em outro lugar (na mesma quadra), e um grupo de mulheres estava conversando. Uma delas abaixou a roupa e começou a dar de mamar.
De novo a mesma cena.
Bem, mas o estranho é que “o bebê” terminou de mamar e saiu andando pelo restaurante.
Eu me pergunto se a criança teria pai, ou seria filha de chocadeira, já que a mulher parece que faz questão de mostrar que os seios são naturais, e não siliconados.

Só faltou que as duas mães tirassem fotos para colocar no instagram, e reclamar depois da falta de privacidade.

Mas tenho certeza de que daqui a alguns poucos anos, essas mesmas fulanas estarão reclamando que a comida não é sem lactose, já que aquelas criancinhas que estão com elas são intolerante ao leite.

Enviei este texto como e-mail, e duas amigas me responderam:

Acho horrível! Antigamente as mães tinham o pudor de colocar uma fralda ou uma toalhinha em cima, agora colocam as tetas de vaca pra fora como se fosse a coisa mais natural, não acho e muito ao contrário, é ridículo!

Essa coisa da amamentação em público está dando o que falar. Não sei porque agora acham que é bonito mostrar o peito e amamentar até a criança completar 5 anos (meio exagerado, mas é quase isso). Querem a liberdade de amamentar e ninguém olhar para o seio, siliconado ou não. Dei de mamar a meus filhos, como se diz lá no Piauí, até 5 meses, para já chegar no sexto sem vícios. Nunca fiz em público e quando fazia, jogava uma fraldinha por cima. Agora reclama que ninguém coloca um pano na cara para não ver a amamentação. Sabe o que eu acho? As pessoas estão ficando muito chatas. De verdade.

É isso, querem “direitos” e ao mesmo tempo “privacidade”.
Enfiem a cara numa privada.

 

Anúncios

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: