Um blogue mal humorado, com aversão ao abominável modismo do "polìticamente correto" (hipòcritamente mal-resolvido). Blogue de um cético convicto, com a própria ortografia.

Desabafo

Ontem por whatsapp, recebi este desabafo de uma prima, que mora em São Paulo:

Esta semana realmente foi muito singular em minha vida: fui feita de boba, enganada, roubada, traída…. (muitas outras coisas aconteceram que não posso abertamente falar mas cada um que contribuiu para isso sabe o seu quinhão).
Tudo isso me fez pensar porque estas coisas aconteceram, qual a origem destes fatos?
E a resposta que não sai da minha cabeça é: VALORES.
FALTAM VALORES EM NOSSA SOCIEDADE.

Esta semana duas notícias em particular me CHOCARAM: um pequeno filhote de cachorro de 19 dias teve o seu pênis AMPUTADO para ser vendido como fêmea.!
Como assim? Para ganhar R$ 200 ou R$ 300 a mais amputa-se sabe-se lá em que condições o pênis de um bichinho!!!! E o que é pior, deixaram o bichinho doente, sem condições de urinar, pronto para a morte.

A segunda notícia quando li, acreditei em mais uma das lendas da internet. Não conseguia acreditar que isso poderia ser dito por alguém, em que pese ter tido uma qualificação acadêmica deficiente (será que teve?!), e que um dia governou este país por 8 anos.

Disse o dito molusco: “A profissão mais honesta é a do político. Sabe por quê? Porque todo ano, por mais ladrão que ele seja, ele tem que ir pra rua encarar o povo e pedir voto. O concursado, não. Ele se forma numa universidade, faz um concurso e está com o emprego garantido.”
Como assim? É permitido que um político seja ladrão? Isso é normal? Isso é ético?
Desmerecer alguém porque estudou, se preparou e passou em uma prova para exercer o serviço público?!?!

Quem fez a lei que um concursado não pode ser dispensado se não estiver prestando o serviço que a sociedade necessita? Se está certo ou errado não cabe a mim dizer.

Sou concursada sim e duas vezes. Mas cresci nas empresas em que trabalhei em função do meu esforço, da minha vontade de crescer e de ganhar mais. Todo dia acordo e chego ao meu trabalho com a vontade de dar o melhor de mim e de entregar todo o potencial que tenho e posso dispor. Mas não vou generalizar. Cada um sabe o que faz de sua vida.

Meu post hoje é em função da falta de valores em nossa sociedade.
A criminalidade cresceu porque? Porque o adolescente tem hoje valores distorcidos.
Porque o ter é muito mais importante do que o ser.

Fui assaltada por uma gangue de mais de 10 jovens em busca de qualquer coisa que pudesse acabar com a fissura por uma droga cujo efeito deve durar no máximo por meia hora. Mas o trauma que me causou com certeza vai durar muito tempo.

Hoje o jovem quer o celular da moda, o tênis top, a roupa de grife.
Mas e se seus pais só tem o dinheiro para colocar a comida na mesa. Esse adolescente não pode trabalhar, se alguma empresa o contratar para ser um aprendiz poderá ser multada em  valores estratosféricos.

Vocês podem me afirmar que existe o programa do menor ou jovem aprendiz.
Sim existe, mas quantas vagas estão disponíveis? Quanta burocracia existe para esta contratação ocorra? Quantas exigências existem para a micro e pequena empresa possa atender para aproveitar esta mão de obra?

Há uns meses atrás me deparei com a seguinte situação: um terceirizado deveria ser dispensado. Meu coração apertado me dizia para ajudar esta profissional, já que tinha alguns filhos para criar. Ao perguntar se queria ajuda para uma recolocação profissional ouvi que ia descansar uns meses pois teria a ajuda do seguro desemprego!!!

Postei sobre a devolução do meu celular e viralizou na cidade onde a pessoa mora. Essa que deveria ser uma atitude normal  é reconhecida como  uma atitude única num universo onde a lei de “Gerson” prevalece.
Aliás, Gerson que foi um jogador de futebol que jogou e ganhou na copa do mundo de 1970 nunca mais conseguiu fazer uma propaganda pois seu nome virou uma lei de um valor distorcido de nossa sociedade.

No final de semana passado, o local do meu trabalho foi vandalizado. Olhando as imagens é inacreditável o que vi.
Crianças e adolescentes, andando na madrugada de segunda-feira (03;20 hs) como se estivessem no calçadão de Copacabana. Mas estavam no centro velho de São Paulo, onde não existe absolutamente nada para ser feito. E andavam, olhavam para  uma janela de vidro e simplesmente resolviam esmurrar, chutar, bater. Porque? Por nada!!!! Pelo prazer da destruição!!!

Ao invés de vermos a união da sociedade, entrando em uma escola para pintar suas salas, consertar um telhado com vazamento, ou fazer uma comida decente para as crianças, vimos pais e alunos desrespeitando os professores, que com seus salários achatados estão ali por amor.

VALOR!!!! É na família que transmitimos os valores.
Honestidade, Amor ao próximo (ao Homem, aos animais, ao meio ambiente), Responsabilidade, Verdade, Responsabilidade e outros tantos que deixaram de existir.

Não tenho intenção nenhuma de mudar o mundo. Não tenho intenção nenhuma de estar certa, pois só quero ser feliz.
Mas tenho certeza que conseguiria ser mais feliz se vivesse em um mundo onde a ética e os valores prevalecessem….

Coloque o desabafo dela aqui no blog, pois gostaria que outras pessoas o pudessem ler.

 

Anúncios

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: