Um blogue mal humorado, com aversão ao abominável modismo do "polìticamente correto" (hipòcritamente mal-resolvido). Blogue de um cético convicto, com a própria ortografia.

Posts marcados ‘corrupção eleitoral’

Fusão de municípios – parte 2

Uma outra matéria da Gazeta do Povo paranaense, continuou com o tema sobre a proposta do tribunal de contas estadual para que haja fusão de municípios.

A matéria começa com:

Além do Tribunal de Contas (TC) do Paraná, ninguém parece achar uma boa ideia a fusão de municípios no estado.

Como demonstram, porém, os comentários dos leitores (aqueles que foram publicados, pois, como sabemos, os jornais selecionam os que podem ou não ser publicados), quem não acha uma boa idéia são os políticos, não os pagadores de impostos para essa tralha burrocrática que corrói o país com tanta corrupção.

Mas isso é apenas um detalhe.

Nunca podemos esquecer que, apesar de a população ter entusiàsticamente apoiado a proposta da Ficha Limpa, vemos que nada foi aplicado. Ou será que tantos prefeitos e vereadores condenados e até presos, tomando posse no início deste ano, não são provas mais do que suficientes para demonstrar que o povo é apenas um mero detalhe. O sistema é muito “mais aprimorado” do que pensa essa reles camada de contribuintes chamada população.

Até que um dia, quem sabe, ocorra uma Queda da Bastilha em terras tupinambás…

suplentes

Alguma vez sei que já escrevi sobre essa coisa maluca que temos no Brasil, chamado suplente de senador (dois!), e o site Globo.com fez uma matéria sobre os que não tiveram votos, e que constituem agora 20% do total.

Como comentei anteriormente, sou a favor da extinção pura e simples dos famigerados suplentes – morreu ou foi assumir outro cargo, fica a vaga até novas eleições.

Pior ainda quando esses seres ruins de votos assumem porque houve um acordão entre o financiador da campanha e o dondoco que recebeu os votos.

Existe, porém, na cabeça do brasileiro uma lavagem cerebral de que “é normal” que quem está no legislativo ocupe cargo no executivo. E assim se perpetua a troca de favores entre partidos e políticos…

Há países onde a regra é oposta: quem está em um poder não pode assumir cargo em outro.
Se isso é regra no sistema parlamentarista, é sempre bom lembrar que no famoso plebiscito de 1993 a população repetiu o mesmo resultado que havia dado em 1963: a maioria do eleitorado prefere o presidencialismo – apesar dos filósofos, dos cientistas políticos, e de todos os assessores de políticos.
E, em alguns países é simplesmente vedado que quem ocupa cargo em um podRer vá para outro.

Tenho nove mil novecentas e noventa e nove razões para objetar contra o parlamentarismo – inclusive nos chamados países desenvolvidos. Prefiro o sistema semi-presidencialista (ou semi-parlamentarista)  francês e português, em que presidente e primeiro-ministro dividem as atribuições do pHoder executivo.

Como já disse em 1993 a famosa Danuza Leão: parlamentarismo com esses deputados? Inocêncio de Oliveira como primeiro-ministro?
Pois é, hoje em dia teríamos tido Henrique Eduardo Alves, Eduardo Cunha e Waldir Maranhão na chefia do governo. Sem falar do que temos atualmente e das opções que nos foram apresentadas para o próximo biênio. Ou quem sabe Sarney e Calheiros, se a preferência fosse pelo senado.

Não dá. Não dá mesmo para mantermos os suplentes e tampouco para devaneios de sistema parlamentarismo.

Para pessoas com coração forte.

Apenas para pessoas com coração forte.

Altos riscos de enfarte ou AVC, de tanta raiva que vai passar.

Se tiver coragem e saúde, clique nos dois links abaixo:

http://www.tse.jus.br/partidos/partidos-politicos/registrados-no-tse

http://www.tse.jus.br/partidos/partidos-politicos/partido-em-formacao

 

 

Que fofura…

Logo no primeiro dia do novo calendário para pagamentos de impostos (o chamado ano civil), lemos que:

http://g1.globo.com/politica/noticia/ao-menos-35-candidatos-mais-votados-nao-devem-assumir-prefeituras-no-dia-1.ghtml

 

e somos lembrados que

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/prefeito-eleito-de-osasco-tera-de-pagar-fianca-de-r-300-mil-na-segunda-feira.ghtml

 

Como diria Hebe Camargo:

eles não mesmo uma gracinha? 

A lista da Odebrecht

Recebi a famosa lista com quase 300 nomes dos “homenageados” pela Odebrecht.
Até encontrei o nome do marido de uma ex-colega.

Ouvi comentários do tipo:

Está vendo só? Quase tudo é gente do PT

A pessoa se esquece de que nos últimos muitos anos eles estiveram nu pudê.
Se fosse outro partido, seria os membros desse partido os “contemplados” com as “ofertas” das empreiteiras.
Não venham dizer que “era contribuição para campanha”, pois as “doações” iam para todos, independentemente de ideologia.

Queria ver também as listas da Andrade Gutierrez, a da OAS, a da …  , aquela outra da ….
Deveriam circular.

Mas é muito simples colocar a lista dos políticos (aquelas pessoas filiadas a partidos).
Quero também ver a lista dos “outros”.
A lista de membros do judiciário, do ministério público, dos empresários do jornalismo (aqueles que fazem editoriais de louvação), dos diplomatas, dos servidores da “justiça do trabalho” , dos analistas da Receita.

Só políticos?
Os outros são todos santos?

Na verdade, queria mesmo é ver toda essa gente presa.
Com os bens (e os males) confiscados.

Ou talvez que todos fossem fuzilados – evidentemente que balas de enxofre com alho são mais eficientes para esses personagens.

Ah, sabe qual é a maior novidade, agora?
Muitos e muitos brasileiros terão de escolher outro corrupto de sua preferência,
para pedir os favores a que estão acostumados.

 

 

aquele avião

Aquele avião que caiu em Santos, em agosto de 2014, ainda vai dar muito o que falar. Não bastará  essa etapa da “Operação Turbulência“.

Não são apenas os proprietários que nunca apareciam, mas também as causas que provocam sua queda, e a morte de um dos candidatos a presidente naquele ano.

Como sei que há leitores que querem notícias “concretas”, sugiro que aguarde os acontecimentos. Às vezes é necessário ter um pouco de paciência.
O eco-terrorismo é muito pior do que supõe a vão filosofia.

 

até u istadaum

até u istadaum

Urnas eletrônicas

TSE pede investigação sobre falha em 40 mil votos de eleições de 2014

GUSTAVO AGUIAR

09 Junho 2016 | 20h 56 – Atualizado: 09 Junho 2016 | 22h 37

Tribunal determinou a troca de mesários nas sessões eleitorais em que os erros foram identificados

Leia Mais:http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,tse-pede-a-pf-e-procuradoria-investigacao-sobre-falha-em-40-mil-votos-de-2014,10000056311

Na hora em que vi a aberração, até me deu dúvida – seção ou sessão?
A própria justiça mostrou o óbvio, que os dicionários mostram:
seção é aquela casinha onde a gente vai para apertar o botão, descarregar a consciência, e soltar us pumlíticos;
sessão é quando aquela turma de capa preta se reúne para deliberar blablablás…
Eu voto na Seção 0095.

MENAZISKOLA, plis

Ou então, que nelas haja
Mais Português e menos Ociologês.

Nota zero para esse gehornallyzta.
I tambéim pra feçôra q naum ençinô dereitu.

Nuvem de tags