Um blogue mal humorado, com aversão ao abominável modismo do "polìticamente correto" (hipòcritamente mal-resolvido). Blogue de um cético convicto, com a própria ortografia.

Posts marcados ‘poder judiciário’

Macumbaço

Recebi por whatsapp:

Aqui vai uma sugestão de protesto eficiente contra a organização criminosa que nos governa.

Um Macumbaço na Avenida Paulista.

Sim. Uma gigantesca reunião de pais de santo, curandeiros, babalorixás, feiticeiros, caboclos, caciques, pajés, médiuns e simpatizantes indignados (DataFolha terá grande dificuldade em contabilizar os participantes invisíveis. O que não fará muita diferença, já que o número é sempre uma fração do real).

Ao invés de inócuos cartazes com frases de efeito e trocadilhos, que já não botam mais medo nos bandidos engravatados de Brasília, muita macumba, feitiço, ebó, olho gordo, trabalho, encosto. Coisa profissional. Uma vingança bem brasileira. E o melhor: nada disso está previsto na lei. Não é crime. Será a maior urucubaca lançada contra um grupo de pessoas na história da humanidade. Para entrar no Guinness.

Esqueçam o vão do MASP. O que importa são as encruzilhadas.
Na esquina da Ministro (Rocha Azevedo), muitas macumbas para Gilmar Mendes, Lewandowski, Barroso, Toffoli e a toga party toda.
Na esquina da Augusta, onde Rosemary Noronha tinha escritório, o nome de Lula na boca de muitos sapos (barbudos ou não).
A esquina da Brigadeiro será reservada para Bolsonaro, Boulos, Ciro Gomes e outros trainees de tirano.
A lista é longa mas a Paulista também. Não faltam esquinas para zicas contra Temer, Aécio, Jucá, Collor, Calheiros, Lindbergh e bando. Além de um vasto estoque de galinhas mortas dedicadas Gleisi, Grazziotin, Katia Abreu e outras.
E de quebra ainda vai rolar uma “santeria curse” para Trump, Obama, Hillary e George Soros, na esquina da Alameda Casa Branca. Tudo com cobertura dos principais veículos mundiais.

O importante é que fique bem legível para as câmeras cada uma das mandingas enviadas a nossos ilustres parlamentares, sejam elas perda de mandato, de fortuna ou de ereção.

Você não acredita nessas coisas? Não se preocupe: eles acreditarão. No mínimo vão se borrar de medo. O primeiro caso de câncer de próstata em Brasília, já vão botar na conta do Macumbaço.

Meses depois emendamos um Macumbaço II, Maior e Mais Potente.
Com direito a uma giga-macumba na porta do hospital Sírio-Libanês.
Vamos ter que instalar um confessionário dentro do Congresso.

Já que não muda nada com a ajuda da urna, que tal uma ajuda do umbral?

Anúncios

partidos políticos

Existe um mito mentiroso disseminado na tupinambalândia, que afirma que nos países desenvolvidos há apenas dois ou três partidos políticos.

Que tal checar as listas da wikipedia em inglês?

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_Australia

https://en.wikipedia.org/wiki/Political_parties_in_Belgium

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_Canada

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_Denmark

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_France

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_Germany

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_Italy

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_the_Netherlands

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_New_Zealand

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_Spain

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_Switzerland

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_the_United_Kingdom

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_the_United_States

E a lista de outros países, próximos ao Brasil, em termos geográficos ou de expressão:

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_Argentina

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_Chile

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_China (partido único, como sabemos)

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_India

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_Portugal

https://en.wikipedia.org/wiki/Political_parties_in_Russia

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_South_Africa

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_Uruguay

E finalmente a lista de partidos na república centralista do braziu:

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_political_parties_in_Brazil.

Ah, o Brasil tem mais partidos do que os outros países…

Não! A gigantesca diferença é que desde a ditadura de getúlio, só existem partidos “nacionais”. Os partidos regionais que representam boa parte da população nos legislativos locais – ou mesmo nacionais – de outros países, aqui são proibidos.

Por outro lado, no Brasil, o dinheiro público serve para regar os cofres de partidos, que existem apenas para dar ao dono da sigla a grana que é distribuída pela generosidade da demon-cracia.

Fora que na maior parte dos países não se conhece uma aberração chamada “tribunal eleitoral”, que serve de cabide de empregos para tantos “fiscais” e “juízes”.

Precisamos expurgar os nanicos?
Não, só precisamos fazer com que essas siglas parem de mamar nas tetas do governo.

De minha parte, tenho assumido a seguinte regra:

não voto em candidatos de partidos que se digam trabalhistas (ou de trabalhadores), democráticos, sociais (ou socialistas), cristãos (ou de qualquer outra religião), republicanos (ou da república), novo, velho, azul, vermelho, verde, e, sobretudo, laranja.

Esse amontoado de palavras que nada significam não tem minha confiança.

Votaria, talvez, no Partido das Tricoteiras de Monte Sião.
Ou no Partido dos Alfarrabistas do Centor-Oeste.
Essas pessoas pelo menos sabem do que necessitam.

 

 

 

 

justiça lenta não é justiça

O que?
A população já o julgou há muito tempo.
Quase ninguém lembra dele.
.
Agora, deveria mesmo ter sido obrigado a pagar 300 ou 500 mil para CADA gari do Brasil, com a colaboração dos porcos que atiram lixo do carrão de luxo, da “pobralhada” que desova sofás estragados nas esquinas, dos que rasgam papéis dentro de elevadores, dos que paseiam com os auauzinhos do coração, … e claro, dos juízes que levam tantos anos para concluir um julgamento, no meio de tantas férias e recessos.
.
Pois este país é uma vergonha!
E a enpreimça e a jostissa fazem sua parte na sujismundice.

resumo da semana

resumo da primeira semana de fevereiro de 2017:

  • marisa letícia foi santificada;
  • eunício fica no lugar de calheiros;
  • maiazinho continua onde estava;
  • um juiz ligado ao mst é “sortudo” para ser o novo relator do lava-merda
  • temer recriou um monte de ministérios para o cabideiro da esplanada

Ou seja,
cinqüenta anos de retrocesso em três dias.

e ainda reclamávamos de 2016…

 

artigo de Gilmar Mendes

Interessante ler o artigo de Gilmar Mendes na folha, sobre a República Corporativa que impera no país desde o golpe da assembléia constituinte de 1987/88.

O que temos é uma sucessão de privilégios a castas que a OAB lembrou de beneficiar, quando seu presidente, e “por acaso” relator da constituinte (Bernardo Cabral, aquele que depois dançou Bésame Mucho com aquela senhora que surrupiou todo o dinheiro dos brasileiros), cedeu aos lobbies de “meninos de ternos bem cortados”,  e a vários outros grupos de pressão, como sindicatos e associações de profissionais (inclusive magistrados).

Temos de estar atentos para que não ocorra em 2017 outro golpe, para ampliar os privilégios, como já se assanhou um certo de-putado do detrito fedemal.

Aliás, temos também de estar atentos para que o nepotismo não prevaleça nos tribunais. Não é mesmo, senhores ministros?

 

A lista da Odebrecht

Recebi a famosa lista com quase 300 nomes dos “homenageados” pela Odebrecht.
Até encontrei o nome do marido de uma ex-colega.

Ouvi comentários do tipo:

Está vendo só? Quase tudo é gente do PT

A pessoa se esquece de que nos últimos muitos anos eles estiveram nu pudê.
Se fosse outro partido, seria os membros desse partido os “contemplados” com as “ofertas” das empreiteiras.
Não venham dizer que “era contribuição para campanha”, pois as “doações” iam para todos, independentemente de ideologia.

Queria ver também as listas da Andrade Gutierrez, a da OAS, a da …  , aquela outra da ….
Deveriam circular.

Mas é muito simples colocar a lista dos políticos (aquelas pessoas filiadas a partidos).
Quero também ver a lista dos “outros”.
A lista de membros do judiciário, do ministério público, dos empresários do jornalismo (aqueles que fazem editoriais de louvação), dos diplomatas, dos servidores da “justiça do trabalho” , dos analistas da Receita.

Só políticos?
Os outros são todos santos?

Na verdade, queria mesmo é ver toda essa gente presa.
Com os bens (e os males) confiscados.

Ou talvez que todos fossem fuzilados – evidentemente que balas de enxofre com alho são mais eficientes para esses personagens.

Ah, sabe qual é a maior novidade, agora?
Muitos e muitos brasileiros terão de escolher outro corrupto de sua preferência,
para pedir os favores a que estão acostumados.

 

 

Mais Juízes

Recebi por internet uma mensagem que compartilho com vocês:

Devido ao longo tempo necessário para o judiciário julgar os casos de corrupção, por uma evidente falta de juízes, as autoridades governamentais poderiam agir como fizeram com os médicos estrangeiros:

Criar o programa ‘Mais Juízes’ e contratar juízes estrangeiros, dispensando-os do exame de Ordem e do exame de admissão à Magistratura.

Seria ótimo que para cá viessem os juízes chineses, japoneses, árabes, e indonésios, que até cobram as balas para fuzilamento de condenados, cortam as mãos de ladrões, etc.

Para os casos mais demorados, como o do mensalão com seus embargos e trocas de juízes, poderiam ser importados juízes cubanos e dar a eles autoridade para aplicar a mesma pena que aplicariam em Cuba, ou seja, fuzilamento para ladrões do Estado.

Esses novos juízes poderiam ser enviados para as regiões mais carentes como Brasília, Maranhão, Alagoas, Rio de Janeiro, para avaliar os gastos da Copa do Mundo, as reformas dos estádios de futebol, mensalões, mensalinhos, dinheiro na cueca, verbas e demais desvios – de dinheiro, merenda e material de construção -, dos quais os políticos nunca sabem de nada.

O que acham da ideia?

Se concorda, por favor, não quebre esta corrente.

Nuvem de tags