Um blogue mal humorado, com aversão ao abominável modismo do "polìticamente correto" (hipòcritamente mal-resolvido). Blogue de um cético convicto, com a própria ortografia.

Posts marcados ‘universidade’

até u istadaum

até u istadaum

Urnas eletrônicas

TSE pede investigação sobre falha em 40 mil votos de eleições de 2014

GUSTAVO AGUIAR

09 Junho 2016 | 20h 56 – Atualizado: 09 Junho 2016 | 22h 37

Tribunal determinou a troca de mesários nas sessões eleitorais em que os erros foram identificados

Leia Mais:http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,tse-pede-a-pf-e-procuradoria-investigacao-sobre-falha-em-40-mil-votos-de-2014,10000056311

Na hora em que vi a aberração, até me deu dúvida – seção ou sessão?
A própria justiça mostrou o óbvio, que os dicionários mostram:
seção é aquela casinha onde a gente vai para apertar o botão, descarregar a consciência, e soltar us pumlíticos;
sessão é quando aquela turma de capa preta se reúne para deliberar blablablás…
Eu voto na Seção 0095.

MENAZISKOLA, plis

Ou então, que nelas haja
Mais Português e menos Ociologês.

Nota zero para esse gehornallyzta.
I tambéim pra feçôra q naum ençinô dereitu.

Anúncios

baixo nível…

Primeiro, leio na Falha di Çumpallo uma “falta de matéria”  que afirma que o último presidente nascido em São Paulo foi Campos Sales – 1902 / 1906.
Provàvelmente o gehornallyzta da Falha pensa que Guaratinguetá, no Vale do Paraíba, fica na Grande João Pessoa.

Depois, mudo para o Estadinho (Estragão), e encontro que Guararema é uma cidade do litoral paulistano.
Como alguém já havia antes comentado, o litoral paulistano é a orla do Rio Tietê, e Guararema, por acaso, também fica no Vale do Paraíba.

Esses são os gehornallyztas dos principais jornais da maior cidade da América do Çul.

Acho que vou ler apenas “O Jornal do Comércio de Sanclerlândia”,  onde provàvelmente os erros de informação são menores. Devem lá ao menos conhecer a própria realidade.

E ainda há gente que tem a coragem de dizer que o século XXI é o século da “informação”.  De-formação, isso sim.

Está na hora de tornar obrigatório o estudo de Português, História e Geografia em todos os anos das escolinhas de fundo de quintal, que expedem “deproma” de gehornallyzta para hanaufabétiqos.

 

A Imbecilidade Humana NÃO Conhece Limites

Li uma matéria sobre “livros que podem nos fazer mal“, encontrável no site do jornal lusitano Público.

Deixo a chamada aí:

Há um movimento de estudantes universitários norte-americanos a pedir que os protejam dos conteúdos de alguns livros que consideram perigosos. Em causa estão sobretudo clássicos da literatura grega e romana. A psiquiatra Manuela Correia fala em “infantilização” da sociedade.

É necessário ler a matéria, e também os comentários. Não vou aqui ficar me estendendo, pois seria difícil resumir.

Como sempre tenho manifestado aqui no blogue, porém, abomino de corpo e alma essa hipocrisia da correção política, essa esquerda festiva que sempre pretende policiar (usavam antes o termo patrulhamento ideológico) o que os outros pensam, “por uma sociedade melhor”.

Infelizmente essa doença social da censura ideológica, que não sabe identificar alegorias, ou despreza os ensinamentos da História (com H maiúsculo), está impregnada em vários setores do mundo. Pior do que a religião, ela se torna lei, levada por gente “bem intencionada” (aqueles que enchem o inferno todos os dias de boas intenções), disfarçada em “bons pensamentos”.

Faz falta que o mundo se preocupe mais com ciências, e não com empulhações de teorias sociais.
Essas aí nos têm deixado encalhados.

Só posso resumir que a imbecilidade humana não conhece limites. O mundo contemporâneo é o maior exemplo.

Locador e locatário

Nestes últimos dias, ouvi em diferentes estações de rádio, jornalistas dizerem “locatário” para o proprietário que aluga um bem, e “locador” para o inquilino.

EXISTEM DICIONÁRIOS, senhores “geornallyhztas”. Eles podem ser usados sem medo. Aliás, devem ser usados.

Vou reproduzir o que consta o Caldas Aulete on-line:

(lo.ca..ri:o) sm.
1. Pessoa que toma alguma coisa (imóvel, carro, equipamento etc.) de aluguel ou contrata a prestação de um serviço e paga ao locador pela coisa alugada ou serviço prestado; ARRENDATÁRIO; INQUILINO: Cobra-se do locatário um adicional para entrega do veículo em outra cidade
[F.: Do lat. tard. locatarius, a, um.]
Read more: http://www.aulete.com.br/locat%C3%A1rio#ixzz3TiKYPyuf

(lo.ca.dor) [ô] sm.
1. Pessoa que, em um contrato de locação, se compromete a ceder o direito de uso de algo (um imóvel, um carro etc.) ou prestar um serviço
[F.: Do lat. locator, oris.]
Read more: http://www.aulete.com.br/locador#ixzz3TiKjU9Zl

Houaiss diz:

locador
1. que ou aquele que cede a outrem (o locatário) o uso e gozo de bem móvel ou imóvel, num contrato de locação
2. que ou aquele que presta serviços a outrem, num contrato de locação de serviços
sinônimo na acepção, como substantivo, senhorio

locatário
indivíduo que recebe de outrem ( o locador) uma coisa ou um serviço, mediante um contrato de locação, obrigando-se a pagar por isso o preços ajustado; inquilino, arrendatário

locadora
empresa que agencia aluguéis de carros, fitas de vídeos, etc..

Bem, nota-se que certos jornalistas nunca alugaram veículos ou fitas de vídeo, para saberem a diferença.
Pior ainda, as tais “fakús” não se preocupam em mostrar aos “bacharéis em kumunikassaum çossiáu” que é imprescindível conhecer a língua em que se expressam. Muito mais necessário do que doutrinas políticas do coitadismo.

Ana Karênina

Ouvi há uns dias em uma estação de rádio, uma “crítica” falar de Keira Knightley e sua interpretação no filme Ana Katerina.
Isso mesmo. A crítica disse (e repetiu o tempo todo) Ana Katerina.
Por pouco não virou Ana Catarina, a Quêity.
Sabe qual? Aquele filme que teve roteiro do famoso russo Totó, sabe, o Leo.

Jêntchem, como eu sempre digo e repito:

menaziskola, prufavô,

porque o que tem saído delas é de um profundo analfabetismo funcional.

 

Notícias da semana que terminou

Ex-premiê preso por corrupção – lógico que não no Brasil, afinal de contas o último premiê que tivemos foi Hermes Lima, em 1962.

Motociclistas se chocam de frente, durante ultrapassagem em local proibido – será que um deles estava fazendo aquelas manobras de andar no meio dos carros?

Jon Malo Vox faz pose para fotógrafos, cai da bicicleta e precisa colocar pinos no corpo – em breve será mais conhecido por Jon Bono Câncer de Próstata, mas isso é outro assunto, ou não, afinal de contas não estamos no novembro azul?

Não foram anunciados os novos ministros da área econômica

Obama se enrola com projetos contraditórios

Festa em campus universitário registra caso de estupro

Motorista flagrado usando celular, é perseguido pela polícia, bate o carro contra prédio, e este desaba, em Kansas City – apura-se se o edifício foi construído por empresa parceira de Sérgio Naya

Maluca recebe autorização para casar com criminoso em série condenado à prisão perpétua, no caso Charles Manson

Gay é morto na michelândia do Parque Ibirapuera, e comunidade LGBTTÇKYWXMRPQP se revolta contra homofobia

Feministas protestam contra camisa com imagens de mulheres pin-ups, desenhada por mulher

Velhinha morre espancada a pontapés, em assalto de R$ 30,00, e “direitos humanos”, ONGs e OAB não se manifestam contra a paleofobia e a violência

Apurado que empreiteiro tinha conta com algumas dezenas de milhões de dólares no exterior

Ônibus é incendiado.

-=-=-

Tenho uma ligeira impressão de déjà lu
Nos noticiários, nada se cria, tudo se repete, já dizia Gutembergue.

 

 

a fralda era uma fraude

Está no Correio Braziliense, inclusive registrado no blogue da Dad Squarisi, professora de Português que tem coluna permanente no principal jornal da capital federal   (bom eco).

Alergia e infecção
29/7 – Fabricante de fraudas é condenada por casos de alergia e infecção em bebês

o jornalista ir-responsável pelo texto certamente estudou em alguma escolinha que era uma fraude…
Freud explica (ou seria Fräud?)

puriçu çeimpri digu:
menaziskóla, pru favô!

 

Nuvem de tags